A primeira vez entre duas mulheres

20 de abril de 2011 - Por: , em: Artigo/Notícias

Se você sente que está pronta pra seguir em frente na sua vida sexual, aqui vão algumas dicas para aquelas que provavelmente estão ansiosas e que devem estar pensando no que deve ou não deve fazer. Independente de ser a primeira vez que vai fazer sexo, ou a primeira vez que vai fazer o sexo com outra mulher, tenha em mente que é normal ficar nervosa.

- Conheça a sua ferramenta de prazer (Leia-se “seu corpo”)
Antes de começar a pensar em transar, é muito importante que você se conheça. Se não conhecer o seu corpo, como espera que a outra pessoa saiba o que lhe dá prazer? Difícil né?
Descubra o seu corpo, os locais que gosta de ser tocada, o que te excita; a masturbação é um grande passo para o sucesso de uma relação íntima com outra pessoa. Gaste tempo com você, se toque e descubra o que te faz sentir nas nuvens. Desta forma, também irá descobrir onde deverá tocar na outra pessoa para fazê-la sentir-se nas nuvens.

- Nada de Álcool (Sobriedade)
Acredito que você irá querer se lembrar de sua primeira vez com uma menina, e para que isso aconteça é necessário sentir o momento. Eu sei que o álcool pode diminuir a timidez, mas a verdade é que também diminui as sensações e pode tornar momentos intensos em momentos banais. O corpo pode até relaxar com o álcool, mas memórias podem ser perdidas (amnésia alcoólica). Então estamos combinadas né?! Nada de encher a cara na sua primeira vez.

- Faça sexo seguro
Pode parecer que nós lésbicas não temos que nos preocupar com o sexo seguro, mas infelizmente as doenças sexualmente transmissíveis também ocorrem entre mulheres. O HIV e algumas DSTs, podem de fato ser transmitidas através de sexo lésbico. Então cuidado com quem você se relaciona. Conheça bem sua parceira e vá ao ginecologista. Se cuide!

- Imaginação é tudo
O sexo está 90% na cabeça, por isso, use-a para dar cor à sua vida sexual. Se você sente que chegou a hora, com certeza já fantasiou sobre isso – e o que fantasiou? O que quer que tenha sido use a seu favor para tornar esta primeira vez especial e picante. Fantasiar é algo fundamental para a felicidade humana e para o sexo também… A verdade é que tem de imaginar antes de fazer. Assistir a uns filminhos também pode te ajudar.

- Ainda não é a hora para os brinquedinhos
Eles apimentam a relação, mas não foram feitos para serem usados na primeira vez. Ao natural será mais indicado para sentir o toque, o cheiro, o calor, a pele uma da outra; existirão muitas outras oportunidades para experimentar brinquedos, na primeira vez delicie-se com o contato.

- Relaxe e g…
Nada de pressa, demore o tempo que precisar, aprecie o corpo dela, olhe-a, faça com que ela se sinta especial e apreciada pelo seu olhar e pelo seu toque. Toque todo o corpo da sua parceira com calma e com desejo. Não vá direto ao assunto, dê tempo… aprecie. Beije-a e toque-a com apresso, tire a roupa lentamente, a sua e a dela, sinta seu corpo no dela; existe tanta diversão que pode ser apreciada antes de se dirigir para o clitóris (clítoris ou clitóris? Oh dúvida cruel).

- Conversar é sempre bom
Não tenha vergonha de perguntar do que ela gosta, e o que a faz sentir tesão. Diga o que gostaria que ela fizesse em você; na maioria das vezes não precisa verbalizar, pode simplesmente conduzir a mão da menina para o lugar desejado, mostrar a velocidade e a intensidade. Se ela estiver fazendo algo que está te dando verdadeiro prazer, gema e não tenha vergonha de demonstrar o que sente.

- Não se iluda
A primeira vez é sempre uma grande expectativa, mas é importante que não fuja à realidade (sexo de filmes não é igual ao sexo real): à importância de conhecerem o corpo uma da outra, o que as excita ou não. Na primeira vez o orgasmo pode não surgir – isto é comum e nada problemático. A idéia aqui é sentirem-se próximas, unidas e começarem a se conhecer intimamente, tudo com calma.

Fonte: As Entendidas

1 Profanou Adicionar novo comentário

  1. Maria disse:

    Super legal a Materia é correta o sexo entre duas mulheres é otiomo se ambas souberem fazer com carinho e sem pressa.