‘Existe preconceito na web contra mulheres que falam de sexo’

12 de dezembro de 2012 - Por: , em: Artigo/Notícias

Ângela Bismarchi, Pieta Príncipe, Lasciva e Taty Ferreira conversam no YouPix

“Se fazer sexo desse cadeia, eu pegaria prisão perpétua”. Foi por frases como essa que Ângela Bismarchi virou hit na internet. São mais de 100 mil seguidores no Twitter e um livro publicado sobre o tema, “Os 10 mandamentos do amor”. Mas nem tudo vai bem no mundo das mulheres que falam sobre sexo na rede sem papas na língua. As ofensas vindas de internautas (“biscate”, “vadia” etc) são comuns e provam que o preconceito é maior do que se imagina. Esse tabu foi o tema da conversa de Ângela com a apresentadora do Multishow Pietra Príncipe e com as blogueiras Lasciva e Taty Ferreira, durante o festival YouPix.

- Há uma enorme diferença entre ser sensual e ser pornográfica. No Twitter falo sobre situações da minha relação de oito anos, do meu marido. Não entendo o problema – explicou Angela, cuja cerimônia de casamento vai ser transmitida via livestream.

Para Pietra, xingada “de vadia para baixo” por conta dos “autorretratos” postados no Twitter, o anonimato proporcionado pela internet acaba criando muitos valentões pela rede.

- As situações que acontecem na internet mostram que existe, sim, o preconceito com mulher que fala de sexo abertamente. Enquanto, pessoalmente, ninguém fala nada, quando está protegido, na internet, todo mundo é valente. Já teve inclusive jogador de futebol que me ofereceu dinheiro e carro para ser garota de programa – contou Pietra.

‘É só reconstruir o hímen’

O blogueiro Afonso Trêsdê mediou o debate, vestido de mulher para se entrosar melhor com as palestrantes. O encontro também rendeu boas tiradas quando as duas mulheres falaram a venda da virgindade via internet. Depois que a estudante Catarina Migliorini leiloou sua primeira vez por R$ 1,5 milhões através de um site, a moda pegou e, agora, pipocam propostas de todas as partes do mundo. Pietra diz que não faria de jeito nenhum:

- Não mesmo. Para mim, a primeira vez é algo especial. A minha foi ótima, num acampamento, de noite, sem ninguém…

Ao que Ângela retrucou:

— Hoje em dia é fácil, reconstrói o hímen depois, oras!

A musa da Mocidade vai ter seu hímen reconstruído pelo próprio marido, na semana do casório, para a noite de núpcias do casal, em Cancún e Miami.

 

Via O Globo

17 Profanaram Adicionar novo comentário

  1. José disse:

    Mas que essas minas do Papo Calcinha mentem pra caralho, isso ninguém pode negar. Se analisarmos a quantidade de namorados que a Pietra já “teve”, seria um número maior que o da torcida do Flamengo, rsrsrs.

  2. Gui disse:

    Não vou ser hipócrita, acho legal essas meninas falando sobre sexo. Mas nunca namoraria uma mulher desse tipo.

  3. jr disse:

    tem video dessa conversa?

  4. Natcch disse:

    Falam muuuito, essas moninhas. Fazer qué bom, né?….(vide matéria “Marido Solidário”).

  5. voyeur23 disse:

    Tresdê travestido de mulher? O.o que vergonha, tsc! tsc!

  6. rodwill disse:

    No geral se fala em sexo o tempo todo na internet que acho estranho esse papo de culpar a sociedade por tudo. A quantidade de matéria sobre o assunto em portais de noticias mostra isso. Acho que nem as atrizes pornô falam tanto de sexo quanto as subcelebridades.

  7. Luis Felipe disse:

    Uma pena existirem seres (afinal, creio que esse preconceito ainda vem de algumas mulheres também) que critiquem quem quer somente falar de um assunto que gosta. Poderia até ser sobre outra coisa, como um esporte por exemplo.

  8. Vypros disse:

    Uma coisa é gostar de sexo outra é ser promíscua. A maioria das pessoas não conseguem separar essas duas coisas devido ao moralismo ainda presente na sociedade. Por isso vem esse tipo de ataque quando uma mulher assume publicamente ser fan do esporte. E realmente o anonimato faz com que as pessoas se sintam à vontade pra usar toda a sua criatividade em xingamentos e pensem que internet é terra sem lei. Mas acho meio zuado essa visão da Bismarchi sobre a venda da virgindade. Ela ignora que a perda da virgindade não é apenas o ato de perder o cabaço mas pra muitas mulheres ainda tem todo o simbolismo de se entregar ao homem que ela gosta, que existe uma motivação baseada em emoções e sentimentos amorosos nessa entrega e mais do que apenas sexo é quase um ritual.

  9. Amanda disse:

    Adoro a Pietra Príncipe…ela fala sobre sexo sem papas na língua e de uma maneira “confortável”!

  10. Mlustosa disse:

    Essas pessoas que ficam xingando os outros via internet no anonimato eu classificaria elas como os presos que foram presos por assassinato, roubo e que quando são entrevistados para comentar a prisão de um estuprador, desprezam esse tipo de crime, mas vai procurar a historia de todos pra ver se já não cometeram o mesmo tipo de crime. Esse povo que fica xingando de vadia, puta e outras palavras ofensivas, vai atrás pra ver o historico pertubado, pornografico, e xulo deles.

  11. Lasciva,

    Foi tão legal conversar com vc, pelo menos um pouquinho sobre tudo isso.

    Não consigo entender como é possivel estarmos entrando em 2013 com a pauta velha e caquética de trocentos anos atras.

    Pensar duas vezes antes de falar, ter medo e vergonha, dedos pra não ofender nenhum nem outro, ser agredida verbalmente por um bando de gente que não fornece nem ao menos o email verdadeiro pra poder receber uma resposta direta.

    muito sabiamente o PC Siqueira disse ” A internet é o transito do mundo virtual, desperta o pior que existe dentro das pessoas”.

    Ainda não se ligaram que não é mais o bate-papo da UOL aqui? A gente sabe quem comentou o que.

    É uma vergonha cultural ser webcam-model e ser confundida com garota de programa ou atriz porno (não tenho absolutamente nada contra nenhuma das profissões). Acontece que uma coisa é uma coisa e outra é outra.

    O mais bizarro é que estamos num espaço onde, na teoria, deveriamos ser livre para falar td o que pensamos sem pudores, desde que nao infrinja a .lei e nem desrespeite o próximo.

    Não vivi a ditadura, mas vejo muitos intelectuais dizendo que os tempos de hoje são ainda mais fodidos.

  12. henri disse:

    Hahahah
    curioso, mas é algo fantástico e que deve ser falado, melhor ainda quando são as mulheres que falam!