Cantada é assédio?

10 de setembro de 2013 - Por: , em: Escândalo/Polêmica

Para Mary Fatah, barraqueira, feminista, desbocada e responsável por este vídeo, a resposta é SIM! Ela ainda complementa: “Cantada de rua – desde a mais inocente às mais obscenas – não são elogio nem flerte, são assédio.”

Em minha opinião o melhor naquela ocasião seria não dar bola e continuar andando, o que demonstraria superioridade e elegância, mas ela não só optou pelo confronto como o procurou:

“um homem passou por mim e disse que eu era “bonitinha e gostosinha“, quando virei para mandá-lo tomar no cu (tenho por prática constranger ‘cantadores’, pois cantada de rua não é elogio, não é flerte, É ASSÉDIO, É MACHISMO), vi que ele estava entrando no prédio da Câmara Municipal de Nilópolis, enquanto me dizia para que eu tomasse no cu. Ele viu que voltei e, literalmente, correu para dentro do prédio. Fui atrás dele e descobri que ele é funcionário da Prefeitura de Nilópolis.”

Sei que têm abordagens que são realmente agressivas, inconvenientes e vulgares. E neste caso nem discuto: É ASSÉDIO E O CARA MERECE UM CHUTE NOS TESTÍCULOS! Mulher deve ser respeitada e, caso haja interesse, cortejada com respeito pelo homem.

O problema é saber o que pode ser ou não ser dito? Tudo virou assédio? Para Mary Fatah, sim. Como ela mesmo disse, até a cantada mais inocente é assédio. Quer dizer que seu eu estiver em uma balada, ver uma gata sozinha, aproximar e dizer algo do tipo “Eu tenho uma fábrica de casaco chamada ‘Migo’. Quer casaco ‘Migo’?”, eu deveria levar um esporro e ser preso por assédio?

Gostaria de ouvir a opinião das mulheres sobre esse tema:

- Cantada é sempre assédio, mesmo as mais inocentes?
- Como vocês reagem quando levam uma cantada na rua?
- Depende da aparencência de quem passa a cantada?
- Feminista é tudo um porre mesmo?

Link com o vídeo original e todo o desabafo de Mary Fatah.

72 Profanaram Adicionar novo comentário

  1. Jônatas Oliveira disse:

    esse é o tipo de mulher mais detestável que tem, a barraqueira, e na minha oque mais deve ter irritado ela é o fato de que o cara era um velho! ela não aparenta ser nada feminista, por sinal eu não considero nenhuma mulher ignorante feminista! eu gosto de mulher tranquila, todas as minha namoradas sempre foram bem tranquilas, eu não gosto de pessoas ignorantes e frescas como essa mulher ai, ignorante e barraqueira!

    um dos motivos que eu gosto muito do feminismo, é poder acreditar que existem mulheres de verdade, mulheres que tem atitude, que lutam pela própria independência, que gostam de batalhar pelo que é delas, que não são frescas, que gostam de se divertir, que não são interesseiras, que são simpáticas e sabem que a vida é feita para ser aproveitada e gostam de aproveitar a vida, que se arrumam bem e são bastante femininas e sensuais, essas são as verdadeiras feministas, essas são as mulheres de verdade!

  2. bruno disse:

    Então quando uma mulher sair a rua com roupas coladas, curtas, decotadas, transparentes, de forte apelo erótico, que apesar de poder não estar direcionado a mim, me atinge (e não sei se de propósito). Claro que poderei acusá-la de assédio, de provocadora, afinal nem tudo é expressado com palavras.

    Mas eu faço isso nao, por que gosto de ver roupas curtas, decotadas, transparentes, e etc… hahahaha.

  3. Pelamor disse:

    Por favor, alguem processe o Cornetto por incentivar o assédio sexual. Pelamor…

    http://www.brainstorm9.com.br/40789/social-media/cornetto-avioes-compartilhar-tweets-apaixonados/

  4. Furanus Alheius disse:

    “”””“um homem passou por mim e disse que eu era “bonitinha e gostosinha“, quando virei para mandá-lo tomar no cu (tenho por prática constranger ‘cantadores’, pois cantada de rua não é elogio, não é flerte, É ASSÉDIO, É MACHISMO), vi que ele estava entrando no prédio da Câmara Municipal de Nilópolis, enquanto me dizia para que eu tomasse no cu.””””…

    ou seja, barraqueira mesmo, de marca maior, quando viu que após o elogio/cantada que ela descreve ela não poderia revidar de maneira grossa/escrota/agressiva e que ele havia feito o que ela faria, “ficou sentida” e resolveu fazer barraco, filmar …

    ela pode até ter algum direito de acionar a justiça mas SE tiver testemunha, após o que ela fez com o vídeo ele tem pleno direito a processa-la sem ter sequer testemunha, e mesmo assim se está no local de trabalho é o que não vai faltar pra ajuda-lo, inclusive colocando a situação como “desacato a funcionário público em exercicio de sua função”, independente dele estar “na porta” do serviço, entrando ou saindo…

    com vontade e um advogado até razoavel, quem toma no cú quase que literalmente é ela, a barraqueira…

    • Furanus Alheius disse:

      e SIM, é BARRACO, antes que alguém critique … se ela foi atrás e se ele realmente fez o que fez, ainda mandando ela tomar no cú, ela poderia ter entrado, registrado reclamação, ido a delegacia e ter registrado queixa, inclusive, delegacia da mulher … a viatura não demoraria a chegar e leva-lo para apurar os fatos, inclusive pegando relato das testemunhas em torno …

      feminista é uma coisa, mas mesmo no feminismo há RADICAIS …

      mas independente disto, é BARRACO mesmo e não feminismo …

  5. Nina disse:

    Bem equivocado o autor do texto tratar uma mulher que reclamou de assédio na rua (e com razão) de barraqueira, só porque ela reclamou (e, mais uma vez, com razão), de um tipo de cantada bem escrota.
    Eu recebo cantadas na rua também, em todos os níveis (e olha que eu sou uma magricela sem bunda, nem peito) e me sinto incomodada também. e respondo no mesmo nível ofensivo. Deixar passar e sair andando, fingindo que não ouço dá margem para que o assédio continue – e se perpetue. No mais: eu até gosto desse site, mas vejo muito machismo aqui. Você deveria procurar conhecer o feminismo de verdade.
    Abraços.

    • John disse:

      Ok. Então, qual seria a forma correta? Aliás, se é que ela existe? Ajoelhar na rua, perante a mulher e declamar poemas românticos, sem que a semântica lhe pareça ofensiva? Existe algum ambiente correto para que haja o flerte? Sinceramente, acho que estamos (sim, TODOS nós) radicalizando cada vez mais certas coisas. Daqui a pouco, olhar para uma mulher na praia será considerado assédio. Concordo: muitos não tem noção do que falam. Mas do jeito que estão colocando as coisas, um ‘a’ já se torna um palavrão.

  6. Ana disse:

    Se for uma cantada mais leve (nada daquelas grosserias escrotas) não vejo problema nenhum. Até gosto, pra falar a verdade. Faz bem pra auto-estima. Odeio esse mimimi todo dessas feministas….

  7. REy disse:

    essa mulher é doente… acho q o velho não tinha papo pra bater de cara com ela mas isso, ao meu ver, não é assédio!

    • Nina disse:

      Cara, tomara que você nasça mulher na próxima encarnação. E boa sorte.

    • Yuri Lira disse:

      Beleza cara. Por que você considera extremamente normal um homem desconhecido qualquer falar pra um mulher qualquer e desconhecida dele que ela é “bonitinha e gostosinha“. E ela não pode reclamar nem se sentir ofendida. Sim ela tem todo direito de mandar esse cara ir tomar no cu. Isso é machismo sim. Nenhuma mulher é obrigada a levar comentários idiotas numa boa. Duvido que você gostaria de um fulaninho qualquer falando isso da sua mulher, por que comentários como esse levam a um hiperlynk direto com desejo sexual. “você é tão bonitinha e gostosinha … (que eu comeria você)”. E repito, nenhuma mulher é obrigada a aceitar isso como algo normal, até porque elas não são pedaços de carne ambulantes.

  8. borring disse:

    por favor, alguem cala a boca dessa vagabunda?

  9. Aisha disse:

    Sou machista pelo visto. Acho que todos tem o direito de cantar na rua, inclusive as mulheres cantarem os homens (pq não?). Mas com respeito e bom senso, se a mulher está sozinha e passa por um grupo de homens que a cantam chamando de vadia ou coisas baixas assim ela sente medo (eu sinto pelo menos), se a mulher está acompanhada não cantem ela por favor. Agora um elogio tipo linda, princesa, bom dia flor do dia (kkkk) eu acho inofensivo.

  10. Gabriel disse:

    Se chama de linda, é assédio. Se chama de feia, é preconceito. Se não fala nada, chora porque está excluída.

    Pqp feminazis, get a life.

  11. JP disse:

    Não é assédio. Para que ocorra assédio a atividade tem que acontecer mais de um vez, em forma de perseguição. Feminista babaca.

  12. hater disse:

    feminista de merda….. ta e mal comida…por isso esse recalque, agora era hora da galera se juntar e ao inves de cantar chamar de gorda e xexelenta…

  13. ivan disse:

    se me perguntarem as horas na rua posso processar por assédio?
    ou processo por discriminação de ordem econômica
    kkkkkkkkkkkk palhaçada essa velha

  14. Rocha disse:

    Depende de que faz a cantada cara, se o cidadão for bonito ou estiver de carro, não é assédio, mas se for pobre e feio, é assédio e mal educado e sim, eu sou feio e pobre.

  15. Cezar disse:

    Com esse barraco que ela fez não acho que ela queria respeito, queria era chama atenção.

    Feministas, não se ganha nada no grito e sim com atitude.

  16. gush disse:

    Cantada só é assédio se qualquer tipo de contato verbal com estranhos for assédio se este não for solicitado.
    Possuindo ou não conotação sexual. Um exemplo o o clássico “bait and switch” aonde a pessoa solta o elogio espera que a pessoa se identifique como interlocutora, e então clarifica o real alvo do elogio numa natureza “quem diabos vc acha que é para merecer esse elogio”.
    O classico “LINDA! manhã essa!”
    Outro exemplo clássico é xingar alguém mal educado, que fura a fila ou fez alguma merda, etc…
    Outro exemplo claro é o cara lindo ou mulher linda que te elogia no meio da rua. Isso também está proibido.
    Pois não se pode, honestamente exigir controle inato sobre a interação verbal com estranhos nem puni-los exatamente quando esta interação não tem o efeito que você quer. E claramente todo o individuo perde o poder de iniciativa nesse caso.

    E feminismo é exatamente igual a femismo. Só muda a raiz da palavra. Feminismo= feminino(relativo ou qualitativo a mulher) + -ismo (foco), Femismo = Femea (mulher) + -ismo(foco). Femismo foi só um nome pejorativo que feministas criaram para ofender umas as outras, ninguém se chama ou se indentifica como femista.

  17. Joaquim Avles disse:

    Normalmente feministas são mulheres que sofreram algum tipo de abuso (que permitiram e até incentivaram) e não superaram. Por isso são mal resolvidas. Delas sinto apenas pena!

    PS: Nunca cantei nenhum mulher na rua, pois vejo alguns caras fazendo e é totalmente infrutífero! rsrsrs

    • Nat disse:

      Sinto pena de você que está falando besteira. Procura qualquer argumento de autoridade que indique a asneira que você falou. Feminismo não é femismo, e nem de longe o antônimo de machismo. Pensa direitinho antes de falar bobagem.

  18. Marcelo disse:

    Queria ver se a mulher era merecia a cantada ou não…
    Parece que foi exagero dela…

  19. mulé cara-de-pau disse:

    Uma vez falei pro cara da tv a cabo: “és bonito, já pensou em ser modelo?” Eu merecia ir em cana por passar uma cantada tão manjada dessas! af

  20. Carol Pepper disse:

    Não colocando a mão em mim, FODA-SE, pode falar oq quiser! Ja escutei: Shhhh gostosa, delicia, tesuda e claro que ja escutei candadas bonitinhas: princesa, linda, mãe dos meus filhos, nora que mamãe pediu a Deus… Mas a mais engraçada foi de um professo, fechei uma prova de anatomia na faculdade e tinha um bilhetinho à lápis: “Te acho ainda mais linda com essa nota, vamos sair pra tomar um café e conversar? Pode ser a respeito da matéria”. Admito: Se ngm mexer cmg na rua, me sentiria feia e pouco desejável!

  21. Vinícius disse:

    Toda feminista é escrota, ridícula. Acham que todo homem é um estuprador em potencial.

  22. _|_ disse:

    Bando de MAL COMIDA

  23. MalcriadoRJ disse:

    Tudo na vida seria melhor com bom gosto e elegância, inclusive cantadas e respostas às mesmas.
    Pelo jeito, faltaram ambos, tanto na cantada quanto na resposta desproporcional e babaca.
    Mas fazer o que? Esperar o que de duas pessoas que se encontram na porta da câmara de um município da Baixada Fluminense? Tinha que dar nisso, mesmo.

  24. carlos disse:

    Se cantada de rua é assedio, a roupa dela é atentado ao pudor…olho por olho dente por dente… se vale pra ele vale pra ela…e tudo q é insignificante e inofensivo…vira escandalo e proibido

  25. CC+ disse:

    Quantos desses “flertes” terminam numa relação (qualquer tipo de relação, de casamento a sexo casual)?
    Quantos desses “elogios” aumentam a auto-estima da mulher?
    Quantas vezes um homem inicia realmente uma interação, um diálogo, para fazer o tal do elogio, e não apenas diz algo enquanto a mulher passa?
    E, principalmente, quantas vezes esse tipo de coisa acontece sem conotação sexual? Pode ser dirigido a uma mulher ou mesmo a outro homem, já que, como estão dizendo, não tem nada demais…

    Desculpem, é assédio.

  26. Senhox X disse:

    Mai pia mermo: uma véa dessa…

    Vou me segurar pra não rir.

  27. Alex disse:

    Pô, que idiota, olha a cara do senhor, aposto que ele não sabe nem o que é esse movimento feminista todo que está acontecendo por aí. Prega o valor da mulher na sociedade e está aí, se rebaixou ao nível do idoso.

  28. Arthur disse:

    É assédio, sim. A mulher não está na rua para ser “flertada”. Agora numa balada a situação é diferente, as pessoas que estão ali dentro sabem que ao entrarem em tal local estão propícias a esta situação.

    • Felipe disse:

      quer dizer que agora existe lugar para achar uma pessoa bonita e falar q gostou dela?? Se eu parar uma garota na rua e falar que gostei dela q to afim dela é crime? posso ser preso?

      • Lola disse:

        Está interessado em alguma mulher? Seja gentil, aborde-a de um jeito inteligente e não intimidador para dar medo nela. Porque um simples ‘linda’, ‘princesa’ dão medo SIM. Porque não sabemos quem é gente boa, quem é um maníaco estuprador, tem de tudo e os noticiários mostram isso todos os dias. E nenhum cara digno que quer chegar em uma mulher interessante já chega nela falando ‘nossa, que linda e gostosa que você é’ , nem numa balada isso é legal, fala sério! E a enorme maioria das mulheres não gostam que desconhecidos fiquem as elogiando, não queremos opinião de desconhecidos, simplesmente não a pedimos! Se você, homem, está na rua e viu uma mulher linda, guarde seus pensamentos pra você, você nao vai morrer se não falar, só vai amedrontá-la!

    • Daniel disse:

      Pela sua lógica só as pessoas que frequentam balada tem relacionamentos. Já vi até vídeo de psicólogo falando sobre isso no youtube: “Se você for tentar se relacionar apenas com pessoas em festas você vai se privar de uma grande quantidade de pessoas interessantes que não frequentam esse tipo de ambiente.”

  29. 0rdina disse:

    eu adoro passar perto da obra

  30. Ca disse:

    Tudo depende, nao sei pra que tanta frescura…uma vez eu tava passando na rua e ouvi um cara (feio pra caramba, mto mesmo hahaha) falando p outro…”ai, eu acho bonito menina assim magrinha, que nem essa” e na boa, eu não me senti ofendida, foi apenas um elogio. Agora se o cara fala baixaria, aí ja é demais.

  31. stpaul32 disse:

    depente do jeito que ele falou, olhou, etc. mas,
    se ele tivesse de ferrari, independente do jeito, ela tinha pulado dentro!!!!

  32. Cachorro de Rua disse:

    Concordo com Marcos e a homarada.
    Não concordo com a campanha porque generalizam tudo, um simples gracejo como chamar de linda, gata (ela ignora e cabou) ainda vá lá, mas a coisa muda de figura quando o sujeito fala uma pornografia absurda ou passa a mão nela, aí o sujeito é babaca (merece até tomar uns cacete a depender do grau de liberdade) e homem que é homem não concorda. Quanto aos gracejos, chamando de linda, é mesmo ruim? Não são poucas as mulheres que se vestem de forma provocante justamente pra levar cantada, aliás, vá numa academia de musculação e quando estão de roupa coladas, será mesmo que odiariam ser chamadas de lindas, gatas? E na tal pesquisa está ali descrito “linda” como uma manifestação de assédio! Ah, vá! Então é pra ser radical mesmo? Vamos parar então com elogios em fotos no Face, beleza? Não adianta mais fazer biquinho, empinar a bunda com vestidinho porque ninguém pode mais elogiar!
    Aliás, lembro-me de uma amiga há um tempo que disse:”Tava andando aqui perto, tinha um cara lindo, ele nem olhou pra mim, será que eu tô feia?”
    Tá aí: isso que eu quero saber, a campanha vale pra todos os homens ou só pra aquele sujeito feio, magricela, banguela?
    Aliás, lembro-me de uma amiga há um tempo que disse:”Tava andando aqui perto, tinha um cara lindo, ele nem olhou pra mim, será que eu tô feia?”
    Tá aí: isso que eu quero saber, a campanha vale pra todos os homens ou só pra aquele sujeito feio, magricela, banguela, POBRE, que tem um trabalho fudido e muitas vezes a sua única alegria é ver uma mulher bonita?

  33. rica disse:

    Acho que deveria ser considerado flerte, porque as pessoas falam com desejo de ter tal pessoa e não só por falar. Caso a pessoa não goste, o flerte é sem sucesso. Cada um vai p seu lado e tchau. Agora é assédio flertar também?

  34. Pode isso Arnaldo? disse:

    Se fosse o Neymar não seria assédio.

    • Maicon Guesser disse:

      Cara… pensei a mesma coisa… se fosse um cara num carrão e bem vestido não seria esse assédio..

      Concordo que tem homem que é realmente escroto, não dá o respeito que a mulher realmente merece.

      Mas a mulher que disser aqui que não gosta de receber um simples: “Nossa, muito linda!” desculpa mas é mentira!

  35. Danna disse:

    “- Feminista é tudo um porre mesmo?”
    Sério que eu li isso?
    Lutar por igualdade entre gêneros é ser um porre? Lutar pela liberdade feminina é ser um porre? Já que você generalizou, vou generalizar também: todos os homens vêem as lutas das mulheres (e dos homens feministas, acredite, existem homens que acreditam em igualdade também) são birrinhas? Pq mulher é tudo barraqueira e só faz birra e tem que ficar no lugar dela quando o homem está afim de flertar, é isso?
    Achei muito bacana esse post querendo a opinião das mulheres e vim animada querendo dar a minha até ler essa última frase das feministas serem um porre. O feminismo é um movimento que luta pela igualdade de direitos, não existe um manual de como os adeptos devem se comportar, alguns são calminhos, outros são “barraqueiros”, mas claro que aqueles que se incomodam com o movimento vão pegar o pior exemplo e generalizar para descredibilizar um movimento tão importante!
    Se querem debater esse assunto, poderiam ser mais imparciais para que os leitores de fato possam debater.

    Sobre o assunto do post: assédio é bem diferente de paquera, tentar igualar os dois ou perguntar se não pode paquerar ou flertar pq agora é assédio é tentar desmerecer e minimizar os assédios e deveríamos ter muito cuidado com isso.
    Uma mulher no meio da rua querendo apenas ir pra casa, cansada depois de um dia de trabalho, com medo por estar sozinha e já estar escuro e ainda ser chamada de mal-comida pq não aceitou “elogios”, você acha que isso é tentar elogiar uma mulher? Pq ela tem que aceitar tudo caladinha e não achar ruim pq o homem quer alguma coisa?
    Acho que uma coisa que resume muito muito bem toda essa questão é essa pesquisa fantástica, recomendo lerem e entenderem um pouco pelo o que a mulher passa apenas por ser mulher:
    http://thinkolga.com/2013/09/09/chega-de-fiu-fiu-resultado-da-pesquisa/

    Mais uma vez: paquera é muito diferente de assédio e os homens sabem sim diferenciar isso, é só pensar um pouco e analisar o seu comportamento.

    • Jacques Lacan disse:

      Confirmou

    • Cachorro de Rua disse:

      Danna,
      Concordo que não é um porre lutar pela liberdade etc, mas a coisa beira a loucura quando se generaliza simples gracejos e misturam com assédios, li a pesquisa de Olga, e não concordei de forma alguma com a campanha justamente pelo lado radical. Uma coisa é um cara chamá-la de linda, gata e não passar disso, outra coisa é o cidadão te falar pornografia sem mais nem menos e dizer que quer te pegar à força ou agarrar na rua, e o cara que faz isso contigo ou xinga é babaca mesmo e se tenta agarrar merece levar porrada, mas não há nada mais baixo do que se virar pro cidadão e ficar brigando no meio da rua, fazendo barraco como a mulher do video ou uma da pesquisa que só faltou bater no cara porque o cara bateu palmas pra ela. E acho que uma coisa é aguentar calada, outra coisa é agir com classe, manter a cabeça erguida e não dar bola

      • Lola disse:

        Cachorro de Rua, entendo o que você quis dizer porém não concordei.
        Só vou falar o que sinto quando um cara me chama de linda na rua: medo, muito medo, vontade de sumir dali, ficar transparente. É um cara estranho que nunca vi na vida, me analisou e fez questão que eu soubesse disso. Isso dá medo sim, sendo você uma figura frágil, crescida num país onde todos os dias se tem notícias de mulheres estupradas e agredidas. Uma paquera acontece quando duas pessoas estão interessadas, e não é o caso. Quer chegar numa garota? Seja gentil e aborde-a de um jeito inteligente, pois soltar apenas um “linda” dá medo. Duvido muito que se um homem gritar “linda” ou “princesa” na rua para uma mulher fará ela voltar e querer conversar com esse homem. Pode ser mimimi, frescura, o que quiser, mas eu gostaria MUITO de não ter esse medo só por andar na rua.
        Por isso que acontece de pessoas revoltadas e que tem atitude de fazer barraco. São cantadas todos os dias, de todos os tipos, de vários homens, não dá para ficar calada ou ser elegante, uma hora não dá para aguentar mais.
        Acho que para homens que, de verdade, não acham que um simples “linda” seja um assédio e sim frescura, mimimi, falta para eles mais empatia, inteligencia emocional… porque na boa, é foda você ser uma mulher e andar na rua com medo o tempo todo.

    • Arthur Luiz disse:

      Feminista não significa necessariamente feminismo.

      Feminismo é a causa e feminista são os militantes da causa.

      O feminismo não é um saco, é uma busca justa e digna para todas as mulheres que precisam e devem viver conforme quiserem viver, também ligada a igualidade leal entre os gêneros masculino e feminino, mesmo que nunca vi buscarem causas totais como alistamento militar obrigatório e aposentadoria após 35 anos de contribuição.

      Agora feministas podem sim ser um saco, e coloco que algumas que conheci eram bastante imbecis da forma do qual protestavam e pelo o que protestavam julgando algo como feminismo ou machismo.

      Não posso julgar quem está errado pois não existe m vídeo de como foi a cantada do sujeito, eu sinceramente não gosto de paquerar alguém na rua, mas é algo meu acho que dependendo da palavra gerida o da forma a qual esta palavra é colocada sim podemos qualificar a mesma como um assédio.

      Se ele somente falou: “como você está bonita hein!” e ela fez isto, me desculpe mas é barraqueira, como homem que do nada quer brigar no meio da rua por nada é barraqueiro. Babaquice existe em todos os seres humanos, não é pq você luta por uma causa justa que você não pode por volta e meia proferir alguma idiotice, todos os seres humanos são passíveis de erro e é neste ponto que normalmente critico a maioria das(os) feministas, elas se acham as todas poderosas e corretas e que tudo o que julgam machismo é machismo.

    • TH disse:

      Minha cara, então deixe de se chamar feminista e vá atrás da misandria….

      Então quer dizer que, baseado no que você falou, se uma mulher chegar pra mim e disser que sou bonito (Oh mentira deslavada =X), eu tenho todo direito de xingá-la de todas as maneiras possíveis e imagináveis, espalhar isso aos quatro ventos e fazer campanha dizendo: Mulheres, parem de elogiar/cantar os homens!

      Ou poderia simplesmente chegar e dizer: Foi mal, tenho compromisso/Não estou afim/Não rola por falta de pamonha ou qualquer outra desculpa (real ou esfarrapada) ou mesmo IGNORAR, sair numa boa e não fazer algazarra nenhuma?

      Aí vem uma peça dessas e põe toda a luta que mulheres SÉRIAS (e que realmente querem e têm coisas mais importantes do que fazer uma bagunça por uma simples cantada) a perder, por coisas ridículas como essa….

    • ivan disse:

      eu não gosto do feminismo atual pq ele NÂO busca AUMENTAR a liberdade das mulheres.
      ele tenta RETIRAR as liberdades dos homens.O que é um absurdo.

      (imagina se seu chefe fala que seu salário vai diminuir? isso é um absurdo de mesma proporção)

  36. Heartless disse:

    Bom, já que até os mais inocentes elogios são assédios (segundo a Mary), acho que deveriam tirar o Sweetlicious Girl. Onde já se viu um bando de marmanjo falando obscenidades para as pobres garotas? tsc tsc.

    Só que não.

  37. Marcos P. disse:

    Os dois estão errados . A mulher é uma barraqueira boca suja de baixo nível que não pode falar duas palavras sem soltar merda pelas vias orais e o homem um sem vergonha, tarado que não sabe se colocar no lugar.

    Há momentos e ocasiões para se cantar uma mulher ou um homem, fazer isso no meio da rua, sem a mulher/homem pelo menos responder com um olhar ou algum gesto, pra mim é assédio sim meu caro, afinal de contas a mulher/homem pode ser casada/o, ter namorado/a ou simplesmente não estar afim de passar constrangimento na frente de outras pessoas que talvez possam tirar falsas conclusões a respeito dela/dele.

    Mas não se enganem tb, tem muita mulher por aí que se veste como puta de rua e depois não quer sofrer assédio. Por favor né! Um pouco de senso é bom, é como aquele ditado “quem está na chuva é pra se molhar”, se não quer sofrer assédio, trate de colocar roupas menos vulgares ou que exponham muito suas partes intimas, afinal de contas rua tb não é desfile de corpo, e se vc achar que estou errado quanto a esse parágrafo, trate de aceitar amigavelmente o assédio pq é vc quem está pedindo.

  38. Normal disse:

    Manda ela ir dormir..
    Odeio esse mundo o politicamente correto. deve ser uma puta mulher feia…

  39. Felipe disse:

    Opa, eu sou leitor desse blog a tempos mas nunca comentei nada, mas isso vale a pena, sou homem, ando com as meninas do trabalho pra cima e pra baixo e tem algumas coisas que os caras falam q elas até gostam, mas tem algumas q vai mais pra vulgaridade do q pra alguma cantada…sou homem e só faço um elogio as mulheres nunca falei nada vulgar até por que elas num merecem isso!

  40. HMaringá disse:

    Pra mim ela quer se aparecer e não sabe como. A maioria das mulheres que não gostam só ignoram e pronto. Na vida passamos por diversos momentos que não nos agradam, o melhor a se fazer é ignorar e não partir pra violência. Até porque hoje dia também tem mulheres que mexem com homens na rua, ainda mais se ele for do karate. (karate carro, karate cartão, karate dinheiro).

  41. dogdarua disse:

    Sei que tem alguns homens que realmente não sabem cantar uma mulher na rua, mas chegar ao ponto de não poder haver nenhuma cantada é feminismo ao extremo.
    Conheço amigas minhas que, quando a auto estima está baixa, colocam uma saia curta e vão pra rua pra “se sentir melhor”.

  42. Finado Matias disse:

    Seu recado está dado, tia.

  43. Leo disse:

    É falta de p….

  44. Bruno disse:

    Cantada de rua e assedio se o cara e feio , se for um bombadao ta valendo! Hipocrisia reina nas pessoas.