O lado positivo do livro 50 Tons de Cinza

14 de janeiro de 2013 - Por: , em: Arte Erótica Artigo/Notícias Gerais

A trilogia erótica escrita pela autora E. L. James tem sido bastante criticada aqui no Brasil tanto por homens como mulheres.

Li o primeiro livro da série antes de todo mundo resolver que se tratava de um conto de fadas muito machista e enfadonho e confesso que não achei tão ruim como dizem por ai.

Explico: adoro ler desde pequena. Um dos meus programas favoritos é sentar na Fnac  e passar tardes inteiras folheando obras de todos os tipo, de clássicos até Best-Sellers bobinhos. Quando comprei o tão mal falado 50 Tons, achei tudo muito interessante, pois era uma das primeiras ocasiões em que eu via um livro erótico na estante dos mais vendidos.

Como não ler?

tumblr_mga9s6SAEw1rgfrgco1_500

 

Minha primeira impressão também não foi das melhores, afinal o livro é mal construído, os personagens são clichês e o vocabulário é bastante pobre.

Como vocês provavelmente já devem saber o romance conta a história de uma estudante comum que se envolve com um cara rico e bonitão que curta uns lances de BDSM, nada além.

 

Acredito que um dos principais motivos pelos quais o livro esta sendo tão criticado é que o protagonista é um multi-milionário e bastante surreal: o cara tem jatinho, helicóptero e da um Audi de presente pra namoradinha uma semana depois que conhece ela.

Enfim, o livro realmente encanta mulheres carentes com a presença de um homem endeusado e demasiado fictício, bem como nos contos dos irmãos Grimm, mas será que é só isso?

 

Apesar de todos os aspectos ridículos, acredito que o livro fez com que algumas mulheres passassem a pensar mais em sexo e a conversar com suas amigas e parceiros sobre o assunto, só por conta disso, ao meu ver, o livro já é valido.

 

Os números não me deixam mentir: a procura por outras obras literária eróticas aumentou, filmes pornôs estão sendo mais consumidos pelo público feminino, vários fóruns on-line se popularizam com tópicos instruindo mulheres a se masturbarem mais e alcançarem o prazer com auto-conhecimento de seus  respectivos corpos, sex shops estão vendendo mais artigos BDSM…

 

tumblr_mgkmvko2kZ1rgfrgco1_500

Como não achar legal um livro que faça com que mulheres de várias idades e culturas simplesmente passem a se masturbar mais e até mesmo a pensar, mesmo que só um pouquinho, fora da caixa?

tumblr_mgdol23jXz1rgfrgco1_500

Honestamente, fico feliz em saber que as mulheres queiram saber o que a  palavra Bondage significa, não me importa se todo mundo que é pseudo- bem-resolvido na cama e pseudo-intelectual diga o quão bostial o livro é ou deixa de ser.

 

Não estou falando que livro é ideal e nem mesmo que é bom, mas considero que seja um progresso, pois para aqueles que não sabem a maioria das mulheres não se masturbam sozinhas em casa (mesmo que digam o contrário), imagine levar uma chicotada nos seios e se excitar de verdade com isso?

 Infelizmente vivemos numa sociedade sexualmente muito explorado, porém muito mal educada e todos os passos, mesmo que pequenos e softs, são importantes

E outra: é fácil ver putaria na Internet, outra coisa é mostrar o que se esta vendo/lendo no consultório do dentista.

 

Se for pra ser assim, que muitos livros bobocas e machistas sejam lançados.

 

 

fotoRebeca20007 Por @rebecagalabarof

 Curta minha Fanpage

56 Profanaram Adicionar novo comentário

  1. Logan disse:

    Esse foi o melhor livro que eu não li na minha vida. Depois que começou a ler esses livros ela começou a dar o cú, faz chupeta quase todo dia e um dia desses ela pediu pra gozar na boca dela. Caramba, alguém me passa o número da conta dessa autora que eu vou depositar todos os meus agradecimentos.

  2. rafajaguar disse:

    Dei o livro de presente para minha mãe e minhas irmãs. Elas leram o livro e acharam a história mediana. Contudo, diferente de que muitas mulheres falaram, isso não apimentou ou mudou a visão delas sobre sexo ou mesmo agregou muito quanto a conhecer ou se interessar por BDSM. É ponto comum entre leitores, leigos, lesos e críticos que a história é mal conduzida e as personagens são clichês.
    Concordo que o grande ponto do livro foi levar conhecimento sexual as mulheres de uma forma que elas gostam mais.
    Muitas mulheres gostam de pornô, porém pornô hardcore não atinge muito o gosto da maioria. Também, com cenas de cusparadas, bukkake, arreganhamento do ânus, fica difícil o primeiro impacto ser positivo.
    Minha noiva e eu preferimos os eróticos, os famosos “umbigos e mamilos”. Os atores raspam o umbigo nas atrizes e é um show de mamilo, não mostra muito a penetração.
    Gostamos mais porque as histórias são mais elaboradas e as cenas mais cuidadosas e sexys. Isso ajuda e deixa minha noiva muito mais confortável.
    Uma cena de um close no ponto penetrando freneticamente uma xota não nos excita muito.
    Embora tenha lá deus momentos aonde assistimos algo mais forte.
    Porém, não dou muito crédito ao livro no seu aspecto positivo. Sim, ele ajudou a disseminar mas acho que não na escala que dizem.
    Nem toda mulher que leu se sentiu com vontade de praticar BDSM, ou teve empatia pela Ana.
    O modo do endeusamento do Gray se da pelo modo fraco com que o livro explorou a submissão, que deu margem a interpretação machista.

    Do mais, parabéns Rebeca pelo post. Ele foi um sucesso. Um indicativo do sucesso é a quantidade de comentários.

    Gostaria de manter contato com você.

    []s.

  3. LM disse:

    Rebeca, analisando apenas pelo lado de que “o livro estimula as mulheres a saber o que é BDSM”, ou mesmo se liberarem na cama, acho válido. Apenas acho que estas mesmas mulheres que endeusam o cara e a historia jamais estariam dispostas a fazer o que ele exge, em contrato, diga-se. Se elas realmente querem ganhar IPad e Audi OK, mas vao ter que apanhar, dar o cu sem reclamar, dividir a cama com outras, ser amarradas e usadas como objeto sexual, tomar tapa na cara, etc etc.

    Estavam frustradinhas sexualmente? Entao tome meia duzia de tapas na cara pra apremderem a a obedecer, e isto é só o começo…só não vale dizer “não brinco mais”.

    Quando começarem a ter problemas de auto estima aí vão entender porque homens normais e românticos desaprovam este lixo. Mas até lá elas ainda precisam ser bem subjugadas pra darem valor a um buque de flores. Ate la porrada nelas !!

  4. Daniel disse:

    Tenho vontade de ler, até porque escrevo alguns contos eróticos vez ou outra.
    Gosto de saber que as mulheres estão pensando e falando mais sobre sexo, mas o melhor mesmo é quando isso se manifesta a dois, na discrição que quatro paredes proporcionam. Existe um limite que separa o fascinante do vulgar, e é bem fácil confundir uma coisa com a outra.

    Rebeca, o texto está bom, mas poderia revisá-lo antes. Tem algumas frases confusas ;)

    • Existem as suas preferencias sexuais e a dos outros. Isso deve ser respeitado. Nem todo mundo gosta de sexo a dois ou entre paredes. Cada um na sua. ;)

      • Daniel disse:

        É, pode ser. Talvez o limite para alguns nem exista e o vulgar seja algo atraente. Não li o livro ainda, mas imagino que o Mr. Grey seja discreto quanto as suas fantasias. A questão é essa, eu posso gostar de sexo em lugares públicos, por exemplo, mas poucas pessoas sabem disso, de preferência apenas aquelas que aceitariam a aventura. A graça disso tudo é, além de consumir o fato, descobrir esses segredos, desejos e vontades. Seria broxante ter um manual de instruções para lidar com cada pessoa, apesar de útil.

  5. Caca disse:

    Daonde saiu esse ultimo GIF pelo amor de Deus..

    • Jucan disse:

      Procura Little Caprice ho red tube, ou vai nos vídeos com o melhores rate.
      Esse vídeo aí é um dos melhores já feito, e essa morena é a mais gostoso de todas

  6. JC disse:

    Joguem esses 50 tons de merda no lixo! Querem ver uma mulher ficar cheia de idéias na cama? Deem para elas ler A Entrega da autora Toni Bentley. Conheço pelo menos 5 mulheres para quem eu emprestei o livro e começaram a dar a bunda!

  7. Reeh disse:

    Concordo plenamente com a autora desse texto, obviamente, o livro nao é nenhuma obra de arte, as personagens são muito fracas e a história sem detalhes, uma coisa bem simplista.. Existem muitos livros eróticos melhores do que esse, Mas acho muito bom que pelo menos um livro erótico tenha obtido esse prestígio mundial, porque é um começo para as mulheres que nao tem costume nenhum de ler ou totalmente fechadas no quesito sexo conseguirem se libertar um pouco mais ao ler 50 Tons.

  8. Diego F disse:

    talvez pelo ponto levantando que ele tenha sido um dos mais vendidos mulheres são reprimidas e o livro deve ter tirado a curiosidade de muitas mulheres por ai ..
    como já li muita coisa erótica e se perde em varias conversas o livro e broxante e entediante de ler não consegui ..

  9. Andréia disse:

    Eu li todo o primeiro e segundo livro, estou terminando o terceiro. Como professora de inglês, achei o texto mal traduzido, o enredo é pobrinho e tudo mais, mas enfim..para quem nunca tinha lido um livro erótico, esse é um bom começo. Eu nunca tinha ficado excitada lendo, já havia lido alguns livros eróticos antigos, beeem antigos, e não eram tão cheios de detalhe. Alguns homens reclamam que suas parceiras começaram a ficar mais exigentes depois de ler o livro, mas essas mulheres deveriam se envergonhar de acreditar que um homem assim exista! Christian Grey nada mais é que um produto de desejo das mulheres, assim como a Ana é dos homens..Eu acho que o livro cumpre bem o seu papel, por ser um livro erótico, e não um livro pra nos fazer pensar, mas sim excitar. A única tristeza é que em vários trechos me lembrou a saga Crepúsculo…

    Ps. Meu namorado ficou feliz por eu ficar ainda mais sem vergonha na cama, graças a esse livro!

  10. Mathias disse:

    Nem Li.. so vi os gifs.. kk

  11. Vermelho disse:

    Mesmo o artigo sendo de sua opinião, não quer dizer q estas certa ou errada como os outros ai falaram…e ainda tem algo do livro: ele é praticamente um mershandising que chega a irritar e fica forçado pra aparecer nos filmes,vide macbook,ipod,audi,entre outros

  12. LittleMe disse:

    É curioso como existe quase que uma pulsao (no termo freudiano da coisa) ao controle da sexualidade feminina. Acredtio que seja uma tendência de querer preservar no imaginário a mae nutridora do amor à mulher sexual que desperta culpa nos homens. Quantas mulheres permanecem sem conhecer as sensacoes de seu corpo por causa dessas tendencias à dominacao do objeto de prazer.
    Achei a matéria pertinente demais!

  13. ViniB disse:

    Não sei porque muitas pessoas ficaram exaltadas com o texto da Rebeca, esse site fala do Universo Sexual, então ela trouxe para nós uma vertente desse universo, eu mesmo não tive a curiosidade de saber de que se tratava esse livro, via posts no facebook mas não sabia, agora ela me mostrou o que era. Fiquei muito grato por ter lido esse post. Parabéns Rebeca!!!!

  14. Rodrigo disse:

    A moda agora é todo mundo julgar todo mundo.
    Cada um le oq quer, assiste oq quer, e ninguem tem nada a ver com isso.

    sem mais

  15. não sou virgem disse:

    o livro é mais pobre que essa matéria? kkk desculpa, mas pensei em ler uma crítica não uma mera opinião.

    O único lance bom desse livro vai ser o filme que vai render um par de punheta, fora isso….

    • acho que vc ta no site errado…
      para criticas literárias entre num site de criticas literárias, tem um montao por ai!

      mas na minha opinião, critico literario é um bando escritor frustrado, vc vai curtir!

      • o lance dela é bala disse:

        sorry =/ mas sou realmente muito frustrado, vc poderia me passar seu telefone para nos conhecermos melhor e tu me ajudar a ser menos frustrado ;D

        Não estou criticando sua matéria, está bem escrita mas deixa a desejar no enrredo. Na verdade eu fui com expectativa de ler uma espécie de resenha para realmente enteder o que se passa nesse livro, talvez por causa disso tenha me decepcionado Mas ao menos consegui chamar sua atenção.

  16. Fábio disse:

    Texto extremamente mal escrito, assim como o livro. O fato de você usar os termos ”pseudo- bem-resolvido na cama” e ”pseudo-intelectual” somente revela o quanto você é intelectualmente medíocre. Rebaixar o conhecimento alheio ou mesmo a satisfação, não são formas saudáveis de argumentar.

  17. Furanus Alheius disse:

    “…da um Audi de presente pra namoradinha uma semana depois que conhece ela…”

    rico, mostra que é rico, dá em cima esfregando dinheiro na cara dela, só faltando após conhece-la após uns 10 minutos de conversa estar enfiando a rola a rola nela com notas de dolar enrroladas…

    se houvesse um gif, de uma deusa destas, enfiando esse livro enrrolado … ai eu diri a que esse troço teve alguma utilizade …

    ruim é saber que um autor após ver que a bosta de sua escrita não faz sucesso, olha a merda que é o gênero deste e outros livros nos top 10 em vendas, ai larga o orgulho de lado e vai escrever um gênero deste …

    se bem que, paranado pra pensar, e analisando isto :

    http://sweetlicious.net/video/como-conquistar-uma-mulher-28352

    sim, este livro teve sua utilidade em fazer uma mulher sentir felicidade e prazer … finansexuais, erh… digo, financeiros, mas teve …

  18. Beto disse:

    Os “Intelectuais” e os que se consideram assim, acreditam que a rasura deste livro se dá pela sua fraca qualidade literária, deixando de lado a questão sociocultural de nossa sociedade.

    Este livro deve ser avaliado especialmente sob o ponto de vista comportamental das mulheres (e por que não dos homens?).

    Sua relevância se dá justamente na oportunidade das mulheres acessarem um conteúdo erótico de uma maneira diferente e envolvente. Diferente do sexo total escancarado nos milhares de sites pornográficos espalhadas pela internet, ou mesmo através dos filmes pornôs, evidentemente direcionados para os homens.

    Engraçado que vi atores e atrizes brasileiros condenando o filme, mas são eles os primeiros a protagonizam as “grandes” novelas nacionais, tão óbvias e rasas quanto qualquer livreto de culinária.

    Seu argumento neste post faz todo o sentido e concordo plenamente, se este livro não é um expoente da grande literatura, ao menos é um importante condutor para as mulheres ampliarem suas possibilidades sexuais.

  19. Eric disse:

    Uma critica que li sobre esse livro dizia que essa história já foi contada muitas vezes por outras pessoas, como nos filmes de Neville D’almeida, e de maneira melhor.
    Não li o livro, então não posso julgar se é bom ou ruim, mas concordo com a Rebeca que se o livro serve para que as mulheres e homens sintam menos vergonha de falar e fazer sexo não pode ser considerado ruim.
    Mas Rebeca, me diga, que FNAC você frequenta? rsrs

  20. Danna disse:

    Gostei do post!
    Tive muita curiosidade em ler o livro assim que ele foi lançado por aqui e que eu soube o conteúdo, depois das mil críticas acabei deixando de lado.
    Mas ainda quero ler para construir a minha opinião.

    obrigada por essa opinião!

  21. Déia disse:

    Na minha opinião o livro é sensacional.
    Estou na metade do segundo livro e ainda não encontrei o teor machista da história.
    Isto porque o livro trata a submissão enquanto fetiche sexual e não como característica da personalidade da personagem Anastasia.
    Claro que existem pessoas reais com personalidade submissa, mas não é o caso da protagonista do livro.
    Concordo que existe um “endeusamento” exagerado do personagem Grey, mas alguém disse que a história baseava-se em fatos reais?
    Qualquer texto escrito em prosa permite a livre imaginação tanto do escritor quanto do leitor.

  22. Dick Vigarista disse:

    minha namorada leu esse livro e ficou louca! o sexo melhorou 100%!

  23. beto disse:

    a verdade é que a principal critica ao livro é porque a maioria das mulheres que endeusam o cara nao faria 90% que está no contrato dele

  24. Leoo disse:

    Sei que a galera vai pedir, então vou postar logo o vídeo do segundo gif kkkkk
    http://www.pornhub.com/view_video.php?viewkey=2114739002

  25. Douglas disse:

    “adoro ler dês de pequena”
    Tem certeza disso?

    • tenho sim fofucho:

      prep (lat de+ex+de) A começar de, a contar de, a partir de. Expressa relações de: a) Ponto de partida no espaço: Perseguido desde a casa do avô; b) Ponto de partida no tempo: Tomo pílulas desde o mês passado. Desde agora, loc adv: desde este momento. Desde então, loc adv: desde esse tempo. Desde eterno, loc adv: ab aeterno, desde a eternidade, desde sempre. Desde já, loc adv: a partir deste momento, doravante; agora, já, neste momento. Desde logo, loc adv: desde aquele momento, para logo. Desde que, loc conj: desde o tempo em que; depois que; uma vez que, já que, visto que. Desde que o mundo é mundo, loc adv: desde os mais remotos tempos. Var: ant dês.”

  26. Wendell disse:

    o post valeu só pelas fotos e gifs!